Se inscreve ai, nunca te pedi nada...

terça-feira, 9 de agosto de 2016

o samba enredo

Em minha juventude
outrora comemorada,
as lembranças, os abraços,
os beijos, queijos e queixas.
A retorica das noites embaixo da cama,
dos lençóis, dos caracóis de teus cabelos,
contando estrelas no céu da boca,
perdido em teus olhos,
preso em tuas coxas.
Com plena convicção que embriagado
talvez agora já esteja,
cantarolando com a malandragem
o samba enredo que você e a saudade
escreveram a sua maneira.
(E.M)

Nenhum comentário:

Postar um comentário