Se inscreve ai, nunca te pedi nada...

sábado, 25 de junho de 2016

ainda sobre saudade

eu sou o sorriso quase esquecido 
que aparece as vezes em outras faces,
bailo nos teus sonhos,
vivo nos teus olhos,
sou a lembrança distorcida, combatida,
escondida, trancafiada.
Eu sou o beijo roubado,
o gosto, o trago, que carregas nos lábios,
sou sua solidão e sua saudade,
sou a lembrança de tempos bons,
palavra solta, verso de outros dias,
o calor que te aquecia,
o querer que tinhas.
Meu amor, por máximo tempo
que passe, nessa megalomania 
doentia que insiste em nos separar,
em mim pedaços de ti estará,
e em você algo meu irá
te fazer recordar.
(E.M)

Nenhum comentário:

Postar um comentário