Se inscreve ai, nunca te pedi nada...

terça-feira, 29 de março de 2016


II

Tenho fome dos teus olhos
encarando os meus em nossos dias.
Tenho sede da tua saliva em contato
com a minha em nossa esgrima de línguas.

A disritmia que nos tira o sono,
que adentra pela noite fria,
tuas curvas, teus cabelos,
sua mão na minha, perfeita sintonia.

Dormir e acordar com você,
de segunda a segunda,
todas primaveras em alento.

Pode-se passar diversos carnavais,
meu abre alas preferido
ainda vai continuar a ser teu sorriso.
(E.M)

Nenhum comentário:

Postar um comentário