Se inscreve ai, nunca te pedi nada...

terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

Sofia

Enquanto Sofia desabrocha,
e irradia pelo ar todo seu perfume,
Eis me aqui a luz da fogueira,
deixando meus pensamentos
se esvaírem pela noite escura.
Sob a luz da lua,
lendo Camões,
citando meus versos tolos,
pensando mais uma vez em você,
louco para te ver,
repetindo o meu mantra sobre ti,
ansioso para me fazer presente
em teu jardim.
Ah minha Euridice,
o que será de mim
sem ti?
(E.M)

Nenhum comentário:

Postar um comentário