Se inscreve ai, nunca te pedi nada...

sábado, 2 de janeiro de 2016

Esqueci de te esquecer

Eu que nunca vivi de sonhos,
de planos, amores ou sonetos,
tatuei seu nome por dentro do
peito, gravei as iniciais em 
algum pinheiro,
escrevi um blog de poemas,
por sete anos inteiros,
onde de dez, quinze traduz
você,
do modo exagerado e disfarçado
que sempre descrevi suas curvas,
seu toque, seus lábios, tua bunda,
mas tem nada não,
esse ano esqueci,
prometi a mim,
que esquecerei você,
e olha eu aqui.
(E.M)

Nenhum comentário:

Postar um comentário