Se inscreve ai, nunca te pedi nada...

segunda-feira, 30 de novembro de 2015

deixa?

Seja aqui ou em marte,
só quero sentir seu sabor,
deixa?
de forma clandestina,
percorrer cada curva tua,
sair desta minguá,
deixa?
a partir desses versos tortos,
o cheiro, o beijo, o dorso,
contato além da vida,
eu, você, na rua, na pista,
compartilhando e se alimentando
de nossa própria saliva.
então, deixa?
(E.M)

Nenhum comentário:

Postar um comentário