Se inscreve ai, nunca te pedi nada...

domingo, 25 de outubro de 2015

pequetitos

Sou somente silencio,
o que restou de todo vento,
sou o resto de amor,
perdido na imensidão do
seu universo.
(E.M)

sobre esse tal de amor, que vejo
tanta gente falando, matando, transando
 em nome dele, tenho lá minhas duvidas,
afinal, é um troço estranho você vai concordar,
surgi do nada, te deixa abobalhado,
meio assim abestaiado e se
acaso faltar jogo de cintura
some em plena madrugada
e te deixa a pensar.
Sei não, esse negocio de amor
deve ser para gente grande.
(E.M)

Nenhum comentário:

Postar um comentário