Se inscreve ai, nunca te pedi nada...

sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Dos amores entre a multidão...

Como posso saber onde estás você? 
se de fato desconheço teus preceitos.
Como posso lhe encontrar?
Se sua face não passa de um simples
borrão em minha memoria,
nítido somente seu olhar
de relance;
Como posso ouvir sua voz a me gritar?
se ela desconheço;
Me diga dama de cabelos ruivos,
me digas o que cabe a mim fazer?
Só tenho o teu cheiro,
uma grafia e um pequeno pedaço de libra
tatuado em seu antebraço,
gravado em minha mente, em meus sonhos, em
minha famigerada escrita.
Não sei o teu nome, endereço, ou qualquer outro meio
de localização.
Só lhe peço,
se por acaso ler essa suplica,
entre em contato com que à anos
lhe aguarda e caminha todos
os dias pelo mesmo local.

P.S: Suas costas são belas, mais curioso estou
por sua intensidade, sem qualquer maquiagem,
a sua bela e única face.
(E.M)

Nenhum comentário:

Postar um comentário