Se inscreve ai, nunca te pedi nada...

sexta-feira, 6 de março de 2015

391

       -Hoje acordei em uma nostalgia daquelas, minha mente brincalhona que só ,resolveu pensar logo em quem? Na Paula, na Cláudia e na Martinha, pensem em um problema, que chega me da saudade.
      Esse trio parada dura me presenteou com a melhor e pior época da minha vida, me sentia um sheik cada dia com uma linda mulher entrando no meu condomínio, a Paula era advogada, inteligente e muito linda ,mais muito linda mesmo, tinha um olhar esverdeado que vou te dizer, conseguir falar não para essa mulher é a mesma coisa de ir para guerra contra você mesmo sabendo que vai perder(tenho pena dos juízes e outros advogados), tinha um instinto bandido na hora de transar, não deixava nem abrir a porta do quarto era ali mesmo no corredor, na varanda, na garagem do prédio dela e até tentou me convencer a ir para mala do meu carro, vê se pode? Já a Cláudia, era aquela dondoca, professora universitária ,uma bela física, e que física, seu corpo era tão bem desenhando que eu perdia mais tempo olhando ela do que pensando na Megan Fox (eu tinha varias fantasias com a Megan naquela época), era uma mulher de presença, onde passava com seu cabelo cacheadinho e óculos quadrado dando aquele ar de professora sexy, que muitos homens estão acostumados a ver nos pornôs da vida, era totalmente irresistível, tentava me convencer todos os dias que eu era o homem da sua vida, e que devíamos casar, simplesmente largar tudo e voar por ai, quase fui, não nego, por que aquilo sim que era mulher, a esposa perfeita, mas ai um belo dia me apareceu à venenosa da Martinha, com seu sobrenome chick, belo igual do meu padrinho Corleone, imagina só ter um filho com Marta Corleone Sant’Ana?  Precisa nem dar meu sobrenome se quiserem, ela era uma lady, e vou lhe contar, entre quatro paredes não tinha mulher que desse nela não, em pé mesmo nas pontinhas dos seus pés ela pedia mais e mais  com o rosto de contra a parede , não tinha cansaço certo, ela tinha sede e queria que eu a saciasse , foi à mulher que mais rasgou minhas roupas e nem era por raiva, minhas camisas sociais a que falta vocês me fazem .
        E assim se passou seis meses, eu e as três belas mulheres dentro da minha vida, o que eu não sabia pro meu azar é que as três indiretamente iam acabar se conhecendo, e como o destino gosta de me sacanear, não foi que as três foram parar na mesa de um clube e começaram a conversar, adivinha de quem? Pois é, logo de mim! Agora me diga como três mulheres de diferentes papeis na sociedade, se encontram em um clube no meio de Salvador e viram amigas?
     Quando digo que este negocio de celular veio para acabar com a vida do homem moderno. Né que foram comparar as fotos do meu Facebook e conversas que tiveram comigo. Juro que quando abri a porta uma hora da manha e as três marcharam para dentro me encarando, pensei logo que era meu fim ou que algum vizinho ou a moça da portaria (que já tinha sido até minha namorada) tinha me entregado, nunca ia imaginar tal azar meu.
      Lembro como hoje Cartola estava tocando no radio e logo começou Cassia com a seguinte frase “sangue e porrada na madrugada”, foi meu fim ,meu apezinho foi abaixo...pobre coitado, três mulheres enfurecidas, até hoje quero saber como acharam meu taco de beisebol embaixo da cama...estava tão bem escondido , quebraram o que tinha que quebrar e até o que não tinha também aproveitaram a deixa e me quebraram todo na porrada e saíram vitoriosas como Vikings após uma batalha.
      Porém o melhor da historia, duas delas não sabem ainda, sabe a Paula, a tal advogada? A mulher tramou tudo isso só para se livrar da concorrência, depois que as duas foram embora ela voltou e fez amor comigo sobre as almofadas rasgadas e o que restou do meu sofá, quando digo que mulher é mulher e meus amigos não acreditam , as outras duas tadinhas saíram para chorar, simplesmente  a outra deu meia volta e veio cuidar de mim, acabei me firmando com ela por um bom tempo, depois de tamanha destreza para se livrar da concorrência, fiquei até com um pouquinho de medo de tramar minha morte enquanto eu dormia mais certo dia ela acordou e disse que encontrou o amor da sua vida e foi embora(acho que foi sorte.)
(E.M)

Um comentário: