Se inscreve ai, nunca te pedi nada...

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

o cigarro que fumavas de maneira 
tão delicada,
estacionado
em meus lábios,
era só sua maneira de 
seduzir,
dragada por dragada 
provando o teu batom sem lhe beijar,
sentindo teu gosto sem lhe tocar,
lhe desejando meio que  as cegas,
ser teu mentalmente
e o que restava fisicamente
depois dos teus jogos,
dissimulada por nascença,
ensinou o que talvez não precisa-se
me mostrou a parte 
 pratica de esquecer.


Nenhum comentário:

Postar um comentário