Se inscreve ai, nunca te pedi nada...

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

A valsa


...Teu amadorismo impõe tal carência
Não sou da cadência, não sou de valor
Você é rara, no mundo
Sú dance essa valsinha se preciso for
Eu tento trair, não me cabe a culpa

Abra logo a tua porta
Minha vã certeza vai te embargar
Sigo distraída, a tal impureza
Mas é carnaval de novo, você se dissolve

E a saudade aumenta
Não precisa o amor
Não precisa o abraço, não te cobre o laço
Que não cobre o som

Teu grito arde, invade, a casa
E as palavras calam no meu coração...

Maria Gadú



Nenhum comentário:

Postar um comentário